Liga Prime

ESPAÇO LP - ED. 01 - RAFAEL

Postado em: 2018-10-20 01:21:48
general.news_image

 O primeiro entrevistado do Espaço LP já visitou algumas vezes a seleção da rodada na primeira edição. Com bastante rodagem no currículo, Rafael de Souza, de 25 anos, falou um pouco sobre seus momentos dentro da competição. Confira:

 

1) O que achou da participação da sua equipe na primeira edição da Liga Prime?

- Nossa participação foi muito boa. Tivemos poucos erros, e serviu de experiência.

 

2) A equipe do Aliança chegou a passar pela repescagem, e cresceu durante a competição. Qual o fator decisivo para essa crescente?

- A nossa união!

 

3) Em relação a final, acha que pesou um gol tão repentino no início da partida?  Acha que faltou algo a mais para o título?

-  : Ninguém quer tomar um gol rápido numa final... Não pesou para a gente, tanto que empatamos e logo em seguida eles ficaram na frente novamente. Quando conversamos, saímos na frente, e poderiamos ter matado o jogo no primeiro tempo, mas o futebol é assim mesmo. Faltou um pouco de experiência!

 

4) Vocês realizaram uma virada histórica nas semi finais da competição. O time conseguiu marcar 3 gols nos 5 minutos finais. Você já tinha vivido algo parecido?

-  Já tinha vivido algo semelhante. Num determinado jogo estavamos perdendo de 5x2, empatamos faltando  segundos. Isso foi  em outra competição e essa equipe nos levou a semi final. Por coincidência, mais uma vez aconteceu isso, desta vez pelo Aliança, um time que me sinto em casa.  Vamos dar muitas conquista para esse manto!

 

6) Como foi jogar a final com a casa cheia, e a maioria da torcida adversa? Teria algum recado para a torcida da Choppecoense?

 

- A torcida do adversário é boa para ambas partes, apoia o time deles, e apoia o adversário também. Estamos acostumados com as coisas do futebol.

 Parabenizo a torcida da Choppecoense pois mostrou respeito ao adversário, e deu uma forcinha ao time deles. Um dia iremos nos enfrentar novamente e será outro jogão.

 

7) Vocês tiveram um dos melhores ataques da competição. Acha que pesou um pouco a fragilidade defensiva? E o que se deve a essa força ofensiva do Aliança?

-  Tivemos o melhor ataque. Nosso atacante Anderson, levou o troféu de artilharia.  Acredito que não pesou, e sim faltou experiência. Poderiamos segurar o jogo, fazer cera e etc..

Essa força ofensiva vem do aliança, o time sempre foi assim. Gostamos de jogar e ir pra cima!

Últimas notícias

Mais notícias